MERCADO

2/3/2022    09:55:27

 

 

Os olhos do mercado no atendimento à ressignificação do luxo

Por: Dinho Garcia

 

Do exclusivo ao único. Entenda como as mudanças do comportamento do consumidor de luxo brasileiro podem impactar na sua residência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Normalmente, entendido como fútil, o termo “luxo” está vinculado a um estilo de vida ou de consumo que implica que tudo tem que ser exclusivo, caro e extremamente único. Características que podem levar a uma experiência especial e genuinamente de ostentação. No entanto, atualmente, um novo grupo de pessoas busca mudar a forma de ver o luxo e vem impulsionando esse mercado.

 

Trata-se de um nicho, que nos últimos anos de pandemia, tem sido explorado em grande proporção no Brasil, uma vez que, para esse mercado, os consumidores passaram a gastar localmente o que gastariam fora. Os responsáveis por essa mudança são os chamados Millennials.

 

Para explorar esses novos consumidores de luxo, com todas essas mudanças de percepção, é preciso estar atento para atender suas expectativas em vários setores desse mercado.

 

Na arquitetura, por exemplo, a arquiteta Eduarda Correa acredita que é importante saber interpretar todos esses aspectos para entregar um produto condizente com o desejo do morador.

 

“Um lar deve refletir a personalidade da pessoa que mora nele. É importante que, em cada ambiente, ele possa sentir a casa como uma extensão de si mesmo. É onde ele espera viver momentos e experiências únicas, e todos os locais da moradia devem estar preparados para isso. Desde o banheiro da suíte – para um momento mais individual – à área social”, defendeu a arquiteta.

 

Para ilustrar a ideia, a profissional deu exemplo de um projeto solicitado ao seu escritório. “Tivemos um cliente que é apaixonado por kart. Ele, inclusive, ganhou vários campeonatos. Na ocasião, queríamos evidenciar essa superação pessoal na sua própria morada. Para isso, fizemos algo realmente único. Um dos veículos dele foi parar na parede da sala de jantar, com os capacetes e os troféus. Tudo foi montado de forma a valorizar cada elemento e, claro, servir de mote para diversas conversas entre os amigos e os familiares em casa”, contou Correa.

 

Essa geração de Millennials, que corresponde às pessoas nascidas entre 1981 e 1996, é responsável, atualmente, por 46% do mercado de luxo. Para perceber o que isso impacta nessa área, é necessário entender o perfil dessas pessoas. Elas são mais instruídas e informadas e buscam encontrar a si mesmos e viver experiências transformadoras. Por isso, valorizam mais as experiências do que os bens tangíveis do luxo. São elas que orientam as tendências que serão imitadas.

 

Com um perfil diferente, acredita-se que esses novos consumidores substituem o exclusivo pelo único. Eles preferem a experiência e o bem-estar dos momentos vividos. Valorizam a singularidade, a excelência e a perfeição. Eles procuram por um luxo que possa conectá-los a eles próprios. Assim, rompendo paradigmas, o luxo, para essa nova geração, deixa de oferecer itens exclusivos, artesanais e personalizados para ofertar produtos únicos, artísticos e customizados. Nesse entendimento, o luxo não mais segrega. Ao contrário, ele pretende ser sinônimo de inclusão.

Conforme a arquiteta, com isso, ao atender esse mercado, “espera-se que a pessoa possa, realmente, consumir o que ela anseia: as experiências. Nesse caso, a casa se transformou em uma extensão da personalidade do proprietário além de causar um impacto único, afinal, quantas casas têm um kart pendurado na parede da área social?”, perguntou a profissional.

 

Para ela, não é fácil entender este novo consumidor e oferecer o que ele deseja, principalmente, quando há confronto de gerações, outros costumes, diferentes expectativas e conceitos. “Na hora de realizar um projeto, é preciso se despir das nossas concepções para ir ao ponto do que o cliente quer. Geralmente, são pessoas com muito conhecimento, bem-informadas e com 100% de certeza do que querem. Nosso desafio é materializar suas ideias com perfeição”, finalizou Eduarda Correa.

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • https://www.linkedin.com/company/72259547/admin/

Divulgação

Os olhos do mercado no atendimento à ressignificação do luxo (Divulgação).jpg

" Para isso, fizemos algo realmente único. Um dos veículos dele foi parar na parede da sala de jantar, com os capacetes e os troféus. ...", contou a arquiteta

PUBLICIDADE

Banner Dado 6.jpg
Banner Sicon - vertical.jpg

PUBLICIDADE

Banner Elev - Gif Animado - Tamanho Site.gif
Banner Festa em Papel (135x250).jpg
Banner_França_-_145x240.jpg

1/2