top of page

CIDADES

18/11/2023     20:59:34

 

 

Moradores no Estado de SP defendem prioridade na saúde

Por: Dinho Garcia

 

Levantamento ouviu 1015 eleitores em 236 municípios do Estado de São Paulo e segundo consultor traça indicativo importante para eleições de 2024

 

 

 

 

 

 

 

 

As áreas da saúde e a segurança pública são vistas pelos eleitores como os principais problemas das cidades paulistas. É o que indica o resultado de pesquisa realizada pela APPC Consultoria e Pesquisa, em parceria com o consultor eleitoral Wilson Pedroso. A pesquisa, cujo trabalho de campo foi realizado entre os dias 9 e 15 de setembro de 2023, segundo a APPC, consultou 1.015 moradores de 236 municípios localizados no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo.

 

O levantamento fez a seguinte pergunta aos eleitores: “Qual o principal problema de sua cidade? E em segundo lugar?” A saúde se sobressai como principal problema apontado pelos paulistas, sendo mencionada por 37,9% dos entrevistados. A segurança pública ficou em segundo lugar, tendo sido mencionada por 31,3%. A educação, conservação de vias e desemprego também estão entre as áreas mencionadas, embora com menor destaque, com 17,5%, 13,9% e 12%, respectivamente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda conforme a empresa, os dados também mostram como os eleitores avaliam as prefeituras e as principais áreas da gestão pública municipal e ainda quais são as características buscadas pelos paulistas na hora de escolher candidatos ao cargo de prefeito. “As informações são indicativos importantes para as próximas eleições municipais, que serão realizadas exatamente daqui a um ano, em outubro de 2024”, afirmou Pedroso.

 

No recorte por gênero, fica evidente a maior preocupação das mulheres com a área da saúde, que foi mencionada por 44,7% das eleitoras e 30,3% dos homens. A saúde também foi citada acima da média pela parcela do eleitorado que recebe até dois salários-mínimos, sendo considerada o maior problema das cidades por 44,3% dos entrevistados com esse perfil. A área foi menos mencionada entre jovens de 16 a 24 anos (20%), que destacaram a conservação de ruas e avenidas como o principal problema (32%) dos municípios.

 

Pedroso, que também é analista político, avalia que a pesquisa é um termômetro para as eleições de 2024 e que esses dados devem ser levados em conta por futuros candidatos. “As disputas municipais possuem uma dinâmica muito diferente das eleições para o governo do Estado ou para a presidência. Nas cidades, as pessoas estão preocupadas com problemas práticos, que influenciam na vida cotidiana das famílias. Isso fica evidente no resultado da pesquisa, que mostrou alta preocupação das pessoas com a Saúde e a Segurança. O candidato que deseja se comunicar de forma efetiva com os eleitores deve ter um olhar muito atento para essas áreas consideradas pontos sensíveis da gestão pública”, afirmou.

 

Avaliação das prefeituras

 

A pesquisa quis saber ainda como o eleitor avalia as prefeituras. A maior parte dos paulistas considera as gestões de suas cidades como regular (39,1%), enquanto 36,1% avaliam como ótimas ou boas. Para 24,3%, as prefeituras são ruins ou péssimas. O levantamento também pediu a opinião dos entrevistados sobre um total de oito áreas da gestão pública: limpeza pública, moradia, conservação de ruas e avenidas, educação pública, emprego, transporte público, segurança pública e saúde. A limpeza pública aparece como a área mais bem avaliada por 40,4% dos entrevistados (soma de ótima e boa). Em segundo lugar, aparece a moradia, com 35,2%, seguida por conservação de ruas, com 33,4%, e educação com 30%. No geral, a área com pior avaliação é a saúde, com 39,6% de menções ruins ou péssimas.

 

Prefeito ideal

 

A pesquisa também consultou os eleitores sobre qual seria o perfil ideal para os candidatos a prefeito. O resultado apontou que a característica mais importante para um prefeito é a honestidade, indicada por 53,1% dos entrevistados (soma de duas menções). Em seguida aparece conhecer os problemas da cidade (37,5%), ter competência (32,3%) e ser um bom administrador (25,9%). Apenas 7,2% indicaram ser importante ter experiência no cargo e 7% ser da cidade. Além disso, para 54,3% ter experiência na política é mais importante do que ter experiência fora da política (33,7%).

 

“As características mais valorizadas nos candidatos indicam um anseio por alguém que solucione os problemas, com uma preocupação menos representativa e mais delegativa. Nesta situação, um perfil que agregue confiança e capacidade técnica deve ganhar grande peso nas eleições de 2024”, concluiu Hilton Cesario Fernandes, cientista político e diretor de pesquisas da APPC.

Arquivo

Levantamento consultou 1.015 moradores de 236 municípios localizados no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo

Divulgação

Moradores no Estado de SP defendem prioridade na saúde (Divulgação).png

A saúde se sobressai como principal problema apontado pelos paulistas, sendo mencionada por 37,9% dos entrevistados

PUBLICIDADE

Banner Dado 6.jpg
Banner Sicon - vertical.jpg
Banner Festa em Papel (135x250).jpg
bottom of page