SEGURANÇA

18/09/2019  10:35:11

 

Motivos que podem travar a negociação do imóvel

Por: da Redação

 

Estipular preços acima do mercado, ser inflexível nas propostas de negociações e não cuidar da aparência do imóvel estão entre os principais equívocos que podem ser cometidos por uma empresa que atua no mercado. Esta é a avaliação de uma imobiliária e administradora de condomínios paulistana, com 19 filiais na capital paulista, interior e litoral do Estado de São Paulo, que, abaixo, alerta para os oito principais erros, cometidos por proprietários, que podem inviabilizar a comercialização do seu bem.

 

Para Igor Freire, diretor comercial da imobiliária, “aos proprietários que desejam vender seus imóveis, a palavra de ordem é flexibilização. Há ampla oferta de casas e apartamentos no mercado, e justamente por isso os interessados em comprar imóveis possuem maior poder de barganha do que antigamente”, afirmou.

 

O executivo de vendas observa que aceitar uma contraproposta pode ser melhor negócio do que manter o imóvel fechado por muito tempo, tendo de arcar com despesas de IPTU, condomínio e de manutenção da unidade. Em época de crise, como a que vivemos, “também recomenda-se avaliar propostas de permuta, ou seja, a entrega de um imóvel de menor valor como parte do pagamento”, afirmou.

 

Na avaliação da imobiliária, abaixo, erros que podem comprometer a venda do imóvel

- Não verificar  a documentação com antecedência - é preciso que o proprietário esteja com a documentação do imóvel em dia, e devidamente atualizado. Caso contrário, mesmo que ele encontre um comprador, o negócio corre o risco de não ser concretizado por irregularidades documentais.

 

- Elevar muito o preço do imóvel - o proprietário precisa entender o momento do mercado, que é mais favorável aos compradores. O ideal é estipular um valor conforme a média de mercado. Para isso é fundamental ter o assessoramento de uma imobiliária, que fará uma avaliação adequada.

 

- Não cuidar da aparência e estado do imóvel - é importante estar muito atento a essa questão. O estado de conservação do imóvel pode fazer toda a diferença. Realizar algumas intervenções como pintura e pequenos reparos na unidade é altamente aconselhável.

 

- Anunciar de maneira errada (com fotos de baixa qualidade, falta de informações e erros de escrita, por exemplo) - O anúncio é a grande vitrine para atrair a atenção de interessados em comprar um imóvel. Por isso, precisa ser muito bem feito. Contar com assessoramento profissional também é importante nesses casos.

 

- Colocar informações nos anúncios que não correspondam com a realidade - valorizar as características de um imóvel é uma coisa. Outra, bem diferente, é passar informações que a unidade não tem ou não oferece. Quem compra um imóvel está fazendo um investimento alto e, por isso, estará atento a cada detalhe.

 

- Encher a fachada do imóvel com placas de imobiliárias diferentes - essa atitude deprecia o patrimônio, uma vez que pode dar a impressão que o imóvel está “encalhado”. O ideal é trabalhar a intermediação da venda exclusivamente com uma imobiliária.

 

- Ser desorganizado com os horários de visitação - o proprietário deve procurar não se atrasar nas visitas, caso as acompanhe. É importante que o dono sempre deixe as chaves do imóvel em fácil acesso para a imobiliária.

 

- Ser extremamente inflexível para propostas de negociações - o proprietário deve sempre estar aberto à negociação se quiser vender o imóvel mais rapidamente, evitando despesas com o pagamento de condomínio e IPTU, por exemplo.

Ilustração (Arquivo)

Elevar muito o preço do imóvel - o proprietário precisa entender o momento do mercado, que é mais favorável aos compradores

PUBLICIDADE

Banner_França_-_145x240.jpg

PUBLICIDADE

Anuncie | Conheça a Folha do Condomínio | Fale Conosco | Cadastre-se
© Copyright 2009. Folha do Condomínio. Todos os direitos reservados
Artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da Folha do Condomínio OnLine