BEM ESTAR

9/7/2020  09:34:55

 

Arquiteta fala sobre mudanças que já influem nos projetos

Por: da Redação

 

Mudança no processo de vendas, configuração do imóvel e valorização da residência são algumas das tendências pós-pandemia exploradas por arquiteta de uma construtora

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A crise manifestada no País pela pandemia do novo coronavírus modificou significativamente os hábitos de milhões de brasileiros. Boa parte das cidades já ultrapassa três meses de distanciamento social, o que, na visão da arquiteta Juliana Maioli, tornou essencial a estruturação das residências e também dos serviços oferecidos no mercado imobiliário.

 

Segundo Maioli, a quarentena nos fez refletir sobre os diversos aspectos do nosso dia a dia, incluindo consumo, sustentabilidade e vida social. “Estamos passando mais tempo em casa e mudamos diversos hábitos para adotar medidas de prevenção contra a Covid-19, mas algumas delas já alteraram a nossa maneira de interagir, de comportar-se e de trabalhar”.

 

 

Com a mudança do nosso comportamento, a profissional afirmou que algumas alterações em nosso cotidiano, que ela relaciona abaixo, já são percebidas.

 

Home office

 

De 6 a cada 10 pessoas precisaram adotar o formato de teletrabalho, o que desmitificou a cultura do home office para muitas empresas e indica uma mudança significativa nos modelos tradicionais.

 

Um estudo realizado este ano pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) aponta que 30% das empresas brasileiras devem manter o home office em suas jornadas de trabalho após a pandemia.

 

Essa mudança, de acordo com Maioli, aumentou as buscas para aliar design a produtividade e por imóveis funcionais. O mercado já está oferecendo opções de plantas personalizadas para proporcionar tais adaptações. A construtora onde a arquiteta trabalha lança este ano um empreendimento com área de escritório já com a entrada independente.

 

Ela contou que cerca de 90% dos clientes da construtora optaram por algum tipo de modificação, como por exemplo, a execução de um home office ou uma cozinha integrada.   

 

Casa própria retoma importância

 

As pessoas precisaram começar a fazer tudo a partir da residência, trabalhar, malhar e se divertir, transformando as casas em multifuncionais, acredita a profissional. Consequentemente, moradores e moradoras ganharam mais valor patrimonial e emocional, principalmente, para os millennials – geração nascida entre a década de 1980 o começo dos anos 2000, que não viam a compra do imóvel como um investimento. 

 

Busca por imóveis mais afastados dos grandes centros

 

Maioli também defende que seguindo a tendência de dar mais valor à residência, as pessoas começaram a buscar por imóveis maiores, com ambientes mais flexíveis e mais afastados dos grandes centros. “Parte desse público procura uma reconexão com a natureza, mais espaço para os filhos e localização nas regiões metropolitanas”, disse.

 

Processo de compra mais digital

 

Sem a opção de lojas físicas na maioria das categorias, os brasileiros aumentaram suas compras online e passaram a usar mais meios digitais de pagamentos.

 

Um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em parceria com a Toluna, mostra que 61% dos consumidores que compraram online durante a quarentena aumentaram o volume de compras online devido ao isolamento social. No setor imobiliário não foi diferente, as empresas que já estavam investindo em transformação digital celebram agora um semestre com recorde de vendas.

 

Conforme a arquiteta, menos burocracia, processos 100% digital, atendimento personalizado e visitas online permitiram o crescimento de 14% em vendas de apartamentos novos na capital mineira, de janeiro a abril, em comparação com o mesmo período em 2019. Ela utilizou informações do Sinduscon-MG.

Daniel Mansur/Divulgação

De 6 a cada 10 pessoas precisaram adotar o formato de teletrabalho, o que desmitificou a cultura do home office

Daniel Mansur/Divulgação

Segundo Maioli, a quarentena nos fez refletir sobre os diversos aspectos do nosso dia a dia, incluindo consumo, sustentabilidade e vida social

Banner_França_-_145x240.jpg

Anuncie | Conheça a Folha do Condomínio | Fale Conosco | Cadastre-se
© Copyright 2009. Folha do Condomínio. Todos os direitos reservados
Artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da Folha do Condomínio OnLine