MERCADO

5/11/2019  22:17:33

 

Frente a agosto, nº de imóveis comercializado em setembro cai 7,9%

Por: da Redação

 

No mês de setembro foram comercializadas na cidade de São Paulo 4.055 unidades residenciais novas, conforme apurado pelo sindicato que representa as imobiliárias no Estado (Secovi-SP). O número, segundo a entidade, é 7,9% inferior ao total das vendas de agosto (4.405 unidades) e superou em 108,7% a comercialização de setembro de 2018 (1.943 unidades).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em relação à oferta, a capital paulista encerrou setembro com disponibilidade de 25.563 unidades para venda. A quantidade de imóveis ofertados cresceu 1,0% em relação a agosto (25.321 unidades) e 53,0% em comparação a setembro de 2018 (16.707 unidades). Esta oferta é composta por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (outubro de 2016 a setembro de 2019).

 

O sindicato afirma que as 4.055 unidades comercializadas ficaram acima da média histórica do mês (2.737 unidades) e contribuíram para o que a entidade chamou de “surpreendente” desempenho que o mercado imobiliário da capital vem apresentando desde junho.

 

No acumulado de 12 meses (outubro de 2018 a setembro de 2019), as 42.351 unidades vendidas representaram um aumento de 46,6% em relação ao período anterior (outubro de 2017 a setembro 2018), quando 28.886 unidades foram negociadas.

 

Lançamentos caem 33,6% em relação a agosto

 

O Secovi-SP também informou que, conforme dados da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), a cidade de São Paulo registrou o lançamento de 4.026 unidades residenciais, volume 33,6% abaixo do apurado em agosto (6.064 unidades) e 54,5% acima do total de setembro do ano passado (2.605 unidades).

 

No período de 12 meses (outubro de 2018 a setembro de 2019), os lançamentos na capital paulista somaram 52.824 unidades, 51,4% acima das 34.895 unidades lançadas no mesmo período anterior (outubro de 2017 a setembro de 2018).

 

O economista-chefe do sindicato das imobiliárias, Celso Petrucci, afirmou que no acumulado de janeiro a setembro, a venda de 30,5 mil imóveis e o lançamento de 32 mil unidades aumentaram 68,8% e 96,1%, respectivamente, em relação ao acumulado do mesmo período de 2018. “É um recorde percebido pela Pesquisa do Mercado Imobiliário”, realizado pela entidade, assinalou.

 

Segundo ele, foram diversos os destaques do mês em termos de tipologia, demonstrando que o bom desempenho não está atrelado a apenas um segmento. Imóveis de 1 dormitório predominaram em lançamentos, Unidades de 2 dormitórios lideraram em vendas e oferta, enquanto imóveis de 3 dormitórios tiveram melhor Venda Sobre Oferta (VSO). Imóveis de 4 ou mais dormitórios destacaram-se em Valor Geral de Vendas (VGV).

 

Na avaliação do economista-chefe, o ambiente econômico também apresenta indicadores positivos em termos de Produto Interno Bruto (PIB), geração de emprego, inflação e taxa de juros. Ele defendeu que o setor da construção civil destaca-se nesse cenário com crescimento de 1,9% no PIB no segundo trimestre (em relação ao primeiro trimestre do ano) e na geração de 117 mil novos postos de trabalhos formais.

PUBLICIDADE

Banner_Santana_-_Serviços_Tercerizados.j

PUBLICIDADE

Banner_França_-_145x240.jpg

PUBLICIDADE

Anuncie | Conheça a Folha do Condomínio | Fale Conosco | Cadastre-se
© Copyright 2009. Folha do Condomínio. Todos os direitos reservados
Artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da Folha do Condomínio OnLine