SEGURANÇA

2/2/2021  08:54:54

 

 

Os cuidados do morador com o vazamento dos seus dados pessoais

Por: da Redação

 

Moradores em condomínios devem estar atentos aos riscos da disponibilização de seus dados na Internet. A esse respeito, a seguir, especialistas na área jurídica e de Tecnologia da Informação (TI) orientam sobre a possibilidade do vazamento dos dados pessoais na utilização da web.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Segundo o laboratório de pesquisa da PSafe, startup que atua no Brasil com segurança na internet, recentemente, um vazamento de dados pessoais expôs informações de 220 milhões de brasileiros. De acordo com a empresa, foram expostos nomes completos, datas de nascimento, CPF, além de dados de 104 milhões de veículos automotores e de 40 milhões de empresas. Para a jurista e mestre em Direito Penal, Jacqueline Valles, esses dados seriam mais que suficientes para um golpista tentar obter um cartão de crédito, empréstimos, realizar aberturas de empresas, entre outros delitos.

 

Oficialmente, a origem do problema ainda não é exata, mas o Procon-SP notificou a Serasa Experian, pedindo explicações sobre o problema. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o Código de Defesa do Consumidor (CDC) prevêem sanções para esse tipo de ocorrência. A Serasa nega o vazamento, mas o fato suscita novamente a questão das fraudes no ambiente virtual.

 

“Quando uma pessoa descobre que seus dados foram vazados é preciso fazer um boletim de ocorrência eletrônico, porque desta clonagem pode surgir uma empresa, um financiamento, entre outras situações, forjadas através dos dados pessoais indevidamente obtidos por terceiros. O Boletim de Ocorrência é uma forma de ajudar a comprovar, caso necessário, que você não foi o autor”, orientou Valles.

 

Para evitar a exposição dos dados pessoais ao realizar uma transação pela internet, o especialista em TI Alexandre Hogata, Ceo da Cibertech, sugere: “Antes de comprar via web em um site que você não conhece, pesquise tudo o que puder, investigue, se convença de que o endereço realmente é ilibado. Aliás, o Procon-SP tem uma lista chamada 'Evite esses sites', que pode ser uma excelente fonte de informação para evitar o risco de ter os dados vazados”.

 

Sobre a maneira de pagar via web, se através de cartão de crédito, débito ou boleto bancário, Hogata defende que, para evitar vazamento de dados, nenhuma delas faz muita diferença: “A forma de pagamento não vai minimizar perder dados pessoais pela internet. O que ajuda, como disse, é pesquisar muito quando o site é desconhecido. Nos mais famosos, a proteção aos dados já está sendo realizada de forma acelerada, para evitar as sanções da LGPD. Em todo o caso, eu sugiro o pagamento via PIX, quando o site oferecer essa possibilidade”, complementou.

 

Vazamento não é novidade

 

Valles disse que o vazamento de dados é um problema antigo. “Daqui para a frente, entretanto, com a chegada da LGPD esses vazamentos terão que ser evitados a qualquer custo pelas empresas, sob pena de pesadas sanções já previstas na lei”, comentou.

 

A LGPD entrou em vigor em 18 de setembro do ano passado para disciplinar as regras sobre o tratamento e armazenamento de dados pessoais, restabelecer ao titular desses dados o controle de suas informações e proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade. As sanções previstas poderão ser aplicadas a partir de agosto de 2021.

 

 “Os dados pessoais de todos já foram expostos de alguma forma”, concorda Hogata. Para ele, “não há ninguém cujos dados pessoais não tenham ido para a chamada Deep Web, por isso, a LGPD apareceu para ser uma poderosa aliada contra esse problema, pois impede que um site faça qualquer armazenagem de dados pessoais sem autorização do usuário”, acrescentou.

 

A Deep Web, “internet profunda”, em tradução livre, é uma área da internet que fica "escondida" e tem pouca regulamentação, não pode ser acessada por meio de pesquisas em buscadores, como o Google ou Bing e não é acessada digitando um endereço em um navegador comum.

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • https://www.linkedin.com/company/72259547/admin/

Arquivo

“Os dados pessoais de todos já foram expostos de alguma forma”, diz especialista em segurança na web

PUBLIEDITORIAL

BANNER (Aplicativo Acresce).gif
Banner_França_-_145x240.jpg
Banner Sicon - vertical.jpg

Anuncie | Conheça a Folha do Condomínio | Fale Conosco | Cadastre-se
© Copyright 2009. Folha do Condomínio. Todos os direitos reservados
Artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da Folha do Condomínio OnLine