MERCADO

10/11/2019  10:27:33

 

Creci-SP divulga que aluguel aumentou 5,29% em setembro

Por: da Redação

 

Para o Conselho Regional de Corretores de Imóveis no Estado de São Paulo (Creci-SP), os aluguéis novos seguem em alta. A entidade divulgou que em setembro, na capital paulista, os aluguéis subiram em média 5,29% em relação a agosto, e nos 12 meses, contados de outubro do ano passado a setembro último, acumularam alta de 7,32%, para uma inflação para o período, medida pelo IPCA do IBGE, de 2,89%.

 

Os números apurados pela pesquisa da entidade de corretores, junto a 292 imobiliárias da cidade, apontam uma redução em setembro de 0,49% no número de imóveis alugados na comparação com agosto. No ano, porém, o saldo acumulado de novas locações está positivo em 28,54%, diz o Creci-SP.

 

Mais da metade dos aluguéis com valor até R$ 1,4 mil

 

Foram alugados em setembro imóveis, dos quais 54,56% eram apartamentos e 45,44% eram casas. Mais da metade das novas locações -- 53,05% - tem aluguel mensal de até R$ 1.400,00. O aluguel novo mais barato do mês foi de R$ 550,00 em média por casas de 2 cômodos situadas em bairros como Brasilândia e Lauzanne Paulista.

 

No segmento de apartamentos, a pesquisa Creci-SP registrou que o maior aumento de aluguel novo foi nas unidades de 3 dormitórios. Em média, o aluguel subiu de R$ 1.800,00 em agosto para R$ 2.902,47 em setembro, alta de 61,25%. O aluguel que mais baixou foi o de unidades de 1 dormitório nos bairros como Paraíso e Pompéia. O aluguel médio caiu de R$ 1.890,78 para R$ 1.344,09, redução de 28,91%.

 

No mercado de casas, o maior aumento foi de 64,02% para 4 dormitórios - o aluguel médio subiu de R$ 2.100,00 em agosto para R$ 3.444,40 em setembro. O aluguel que ficou mais barato foi o de casas de 2 dormitórios em bairros cujo aluguel médio inicial de R$ 2.803,33 em agosto baixou 27,18%, para R$ 2.045,00 em setembro.

 

Depósito como garantia lidera

 

A pesquisa Creci-SP com 292 imobiliárias da capital apurou que, das seis formas de garantia da locação mais usadas no mercado, o depósito de valor equivalente a três meses de aluguel foi o mais adotado nos novos contratos em setembro - 36,87% dos locadores e locatários optaram por essa modalidade.

 

Na sequência vieram o fiador pessoa física (33,23%), o seguro de fiança (19,19%), a caução de imóveis (7,12%), a cessão fiduciária (1,82%) e a locação sem garantia (1,71%).

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Banner_Santana_-_Serviços_Tercerizados.j
Banner_França_-_145x240.jpg

PUBLICIDADE

Anuncie | Conheça a Folha do Condomínio | Fale Conosco | Cadastre-se
© Copyright 2009. Folha do Condomínio. Todos os direitos reservados
Artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da Folha do Condomínio OnLine