top of page

4/1/2024     09:55:23

 

 

Treta no condomínio: pode ou não instalar ar-condicionado?
Por: da Redação

 

Antes de comprar um equipamento que requer intervenção na estrutura do apartamento, é necessário consultar as regras de cada condomínio e evitar dor de cabeça

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O verão chegou oficialmente e a previsão é de temperaturas recordes para a estação, em todas as regiões do País. Na tentativa de aplacar o calorão, muitos consideram adquirir e instalar ar-condicionados. Não à toa, na última onda de calor de 2023, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) viu crescer em 177% a busca por esse tipo de aparelho em e-commerce no Brasil. Mas, antes de comprar um ar-condicionado, é essencial conferir as regras de instalações no condomínio e se é possível utilizar esse tipo de equipamento, considerando desde a estrutura do apartamento até o quadro elétrico.

 

Até mesmo o local de instalação no apartamento pode ter regras. A distância do chão, por exemplo, deve considerar uma altura suficiente para evitar obstruções e permitir uma distribuição uniforme do ar resfriado. É usual que seja cerca de 1,80 a 2,40 metros do piso. O espaço do lado de fora do apartamento, seja varanda, área de serviço ou em outro local, também precisa estar de acordo com o acordado no regulamento. Pode haver restrições até quanto ao ruído dos aparelhos.


É comum, em prédios e convenções mais antigas, quando o acesso a esses aparelhos era mais restrito, devido ao preço de mercado, que nem conste o assunto ou seja proibida a instalação. Isso porque, por muito tempo, a estética da edificação era priorizada sobre o conforto e bem-estar dos moradores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alguns condomínios possuem restrições específicas sobre a instalação externa de unidades de ar-condicionado, como localização, tamanho e aparência. Quem usa plataforma de gestão condominial, pode consultar essas regras com facilidade no próprio aplicativo. Mas, se não é esse o caso, é essencial consultar o síndico sobre a procedência correta, pois a instalação não autorizada pode resultar em problemas na rede elétrica do prédio, problemas técnicos e até remoção do equipamento e multas.

 

Há oito anos no mercado, a uCondo, startup de plataforma de gestão de condomínios que reúne mais de 3,5 mil condomínios e 350 mil usuários, já contou com muitos registros relacionados ao assunto. Como cada condomínio tem suas próprias normas, regulamentos e diretrizes em relação à instalação de ar-condicionado, é preciso consultar quais são as especificações para o caso.

 

A comunicação transparente também faz toda a diferença nessas situações. Se mais pessoas do prédio querem alterar o regulamento para poder instalar ar-condicionados em casa, é possível convocar assembleias, fazer votações e atualizar as regras. O mais importante é utilizar todas as ferramentas possíveis para evitar problemas, reduzir o estresse e manter a boa convivência entre os condôminos.


A solução para muitos casos é escolher entre os ar-condicionados internos, com saída para as janelas, que não interferem na estrutura, não necessitam de obras nem intervenções que precisam ser acordadas ou justificadas para os outros moradores. O bom e velho ventilador também é sempre uma alternativa. Resta saber se será suficiente para refrescar em temperaturas que prometem beirar ou ultrapassar os 40°.

Arquivo

... é essencial conferir as regras de instalações no condomínio e se é possível utilizar esse tipo de equipamento, considerando desde a estrutura do apartamento até o quadro elétrico

Arquivo

O espaço do lado de fora do apartamento, seja varanda, área de serviço ou em outro local, também precisa estar de acordo com o acordado no regulamento

PUBLICIDADE

Banner Dado 6.jpg
Banner Sicon - vertical.jpg
Banner Festa em Papel (135x250).jpg
bottom of page